380 migrantes resgatados no Mediterrâneo desembarcam na Itália

Além desses, 660 outros migrantes resgatados aguardam por um porto para desembarque

Após quase uma semana aguardando por um porto, o navio Ocean Viking, da organização SOS Mediterranee, foi autorizado a desembarcar 380 migrantes em Salerno, na Itália, nesta segunda-feira, 01.

Além do Ocean Viking, o navio Geo Barrents, da organização Médicos Sem Fronteiras (MSF), tem 660 migrantes resgatados a bordo esperando um porto seguro para desembarcar. Entre eles estão cerca de 150 menores e muitos bebês, segundo o MSF.

No sábado, 30, a ONG Sea Watch desembarcou cerca de 440 migrantes em Taranto, na Itália. O navio tinha permissão para desembarcar desde quinta-feira, 28, mas levou dois dias para chegar até o porto, segundo a organização. Durante o trajeto, alguns migrantes que precisavam de assistência médica urgente foram desembarcados.

Desde o início do ano, a Organização Internacional para as Migrações (OIM) estima que mais de 1.000 pessoas desapareceram ou morreram enquanto tentavam cruzar o Mediterrâneo, considerada uma das rotas migratórias mais perigosas e, ao mesmo tempo, mais movimentadas para a Europa. No Mediterrâneo Central, existem 878 registros de pessoas morreram ou desapareceram, mas acredita-se que o número real é muito maior.

De 1º de janeiro a 29 de julho deste ano já chegaram à Itália pelo menos 39.300 imigrantes irregulares, superando as chegadas de 2021, quando no mesmo período haviam chegado cerca de 25.000 imigrantes ilegais ao país.

Por Amanda Almeida, da Equipe de Comunicação Virtual

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
dezembro 2022
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados