74 migrantes são resgatados do mar na Espanha

Desde janeiro, mais de 11.500 migrantes já chegaram às Ilhas Canárias pelo mar, segundo o ACNUR

De acordo com informações do Serviço de Salvamento Marítimo da Espanha, 74 pessoas desembarcaram no cais de Arrecife, Lanzarote, nesta terça-feira, 11. Os migrantes foram resgatados de dois barcos perto da costa da ilha, que faz parte do arquipélago das Ilhas Canárias.

O primeiro grupo, que tinha 43 pessoas, partiu de Tan Tan, no sul do Marrocos, foi localizado às 02:17 horas pelo Helimer 206 e pelo Guardamar Calíope quando estava à deriva a 15 quilômetros da costa de Lanzarote. No barco estavam 40 homens e 3 mulheres, entre elas uma grávida, todos de origem Magreb.

A segunda embarcação, feita de madeira, tinha 31 homens a bordo, todos de origem Magreb, ainda de acordo com o Salvamento Marítimo.

De acordo com dados do ACNUR, a Agência da ONU para os Refugiados, mais de 11.500 migrantes já chegaram pelo mar ao arquipélago das Ilhas Canárias em 2022. Até o momento, pelo menos 350 migrantes já morreram ou desapareceram ao tentar cruzar o Atlântico até a Espanha, segundo a OIM, a Agência de Migração da ONU.

Por Amanda Almeida, da Equipe de Comunicação Virtual

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
novembro 2022
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados