CBP pede que migrantes evitem atravessar o deserto devido ao recorde de calor

Agentes da patrulha fronteiriça dos EUA pedem cautela a migrantes que tentam entrar no país ilegalmente

Agentes da Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA (CBP, na sigla em inglês) pedem que imigrantes evitem fazer a travessia ilegal pela fronteira em áreas desérticas, com a previsão de temperaturas na casa dos 100ºF (cerca de 38ºC) para toda a semana.

“Nós pedimos que os imigrantes não tentem entrar ilegalmente nos Estados Unidos, especialmente neste período de calor intenso. As temperaturas estão nos três dígitos e representam um grande perigo para a saúde dessas com pessoas. Há um risco alto de desidratação e insolação, que podem levar à morte”, informou em comunicado o US Border Patrol de Tucson, Arizona.

As mortes de imigrantes registradas no setor de El Paso, Texas, subiram de 10 mortes em 2020 para 39 mortes em 2021 e estão relacionadas ao calor, afogamentos e quedas. Além disso, resgates de pessoas passando mal aumentaram de 330 para 668 no mesmo período. No total, pelo menos 247 imigrantes morreram no ano fiscal de 2021 em toda a fronteira.

Apesar dos alertas de calor, os imigrantes ainda chegam em grande número à fronteira todos os dias. “O calor extremo é uma preocupação para nós. Nós pedimos aos imigrantes que evitem travessias perigosas e que bebam muita água”, disse Enrique Valenzuela, diretor de um centro de imigrantes na região.

Imigrantes em perigo durante a travessia devem ligar para o 911 para serem resgatados.

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados