Celebrações do Dia Mundial do Migrante e do Refugiado em Angola

Durante o último final de semana, a Igreja celebrou o 108º Dia Mundial do Migrante e do Refugiado. Em Luanda, Angola, as Irmãs Scalabrinianas também celebraram a data junto aos migrantes e refugiados que lá residem, com a organização da Feira do Migrante e do Refugiado no sábado, 24, e a Missa do Migrante e do Refugiado no domingo, 25, data em que foi celebrado o DMMR.

Feira do Migrante e do Refugiado – (2ª edição)

A Comissão Episcopal da Pastoral para os Migrantes e Itinerantes de Angola e São Tomé – CEPAMI e a Rede Angolana de Proteção ao Migrante e do Refugiado organizaram a 2ª edição da Feira do Migrante e do Refugiado, no sábado, 24. O evento aconteceu das 8h às 15h na Praça de Alimentação da Universidade Católica de Angola e teve a presença de cerca de 500 pessoas.

A Feira, que teve como tema “Construir o futuro com os migrantes e refugiados”, reuniu mais de 25 nacionalidades e organizações que trabalham com os migrantes e refugiados. Recebeu a ilustre presença do Núncio Apostólico de Angola, Dom Giovanni Gaspari que, ao mesmo tempo que agradeceu a iniciativa da atividade, enalteceu o nobre trabalho realizado pelas Irmãs Scalabrinianas em Angola e a missão da CEPAMI junto aos migrantes e refugiados no país.

O Núncio apresentou a saudação a todos e, em nome do Papa Francisco, expressou a sua proximidade como Igreja que está sempre atenta a todos os refugiados, que compartilha as dores, os sacrifícios, conhece a precaridade da vida a que são submetidos e os problemas que os migrantes e refugiados vivem num país que não é o seu. Afirmou, ainda, que o coração da Igreja é sem fronteiras e está sempre aberto a acolher a todos. Por fim, deixou sua mensagem de encorajamento às Irmãs Scalabrinianas e a todos os refugiados e líderes da Pastoral das Migrações em Angola.

Durante a feira, cada nacionalidade apresentou as suas comidas típicas e artesanatos, além de diversas apresentações de danças, cantos típicos e teatros. As organizações distribuíram folhetos informativos e os animadores da Pastoral das Migrações organizaram almoço para todos os visitantes. Foi uma grande festa dos povos.

Missa do Migrante e do Refugiado

No domingo, 25, as Irmãs Scalabrinianas e a Comissão Episcopal das Migrações – CEPAMI, organizaram a Missa celebrativa do Dia Mundial do Migrante e Refugiado na Igreja da Comunidade dos Nigerianos, no Bairro Estalagem, em Viana. A celebração presidida pelo Pe. Cipriano, psdp, em Inglês, com as leituras e preces sendo realizadas em diferentes línguas.

As aspirantes Scalabrinianas, solenemente entronizaram a Palavra de Deus, cantando e representando os cinco continentes. Nesta celebração haviam pessoas representantes de 9 nacionalidades e um grande número de animadores da Pastoral das Migrações.

Ao final da celebração, a comunidade nigeriana convidou a todos para um pequeno lanche de confraternização. Na ocasião, aproveitou-se também para divulgar a vida e oração de João Batista Scalabrini, através da distribuição de folhetos informativos.

Em diferentes dioceses de Angola aconteceram celebrações festivas e animadas pelos agentes da Pastoral das Migrações.

Confira imagens das celebrações:

Da Equipe de Comunicação Virtual, com a colaboração da Irmã Neide Lamperti

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
novembro 2022
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados