Chega a 53 o número de migrantes mortos no Texas

Migrantes foram encontrados na parte de trás de caminhão frigorífico usado para o transporte ilegal de pessoas entre México e EUA

O número de mortos no caminhão que transportava migrantes ilegais San Antonio, no Texas, aumentou para 53, segundo informaram autoridades de imigração dos EUA na quarta-feira, 29. Até o momento, três homens, entre eles o motorista do caminhão, foram presos acusados de participar no incidente.

Além dos mortos, outras 11 pessoas, entre elas menores de idade, seguem hospitalizadas na região, acrescentaram as autoridades, sem detalhar seu estado de saúde. O saldo anterior de mortes contabilizava 51 pessoas, sendo 39 homens e 12 mulheres.

Do total de vítimas, pelo menos 27 eram do México, 14 de Honduras, sete da Guatemala e dois de El Salvador, disse Francisco Garduño, diretor do Instituto Nacional de Migração de México (INM). As nacionalidades dos outros três migrantes ainda não foram determinadas.

Depois da tragédia, considerada o pior incidente de tráfico humano na história recente do país, México, Estados Unidos, Guatemala e Honduras chegaram a um acordo na quarta-feira, 29, para trabalhar em conjunto e apoiar os feridos e as famílias das vítimas, assim como para cooperar na e para estabelecer um Grupo de Ação Imediata para trabalhar de maneira coordenada para desmantelar as redes de traficantes de pessoas.

Pedido de socorro
A descoberta dos corpos aconteceu na noite de segunda-feira, 27, quando um funcionário da cidade de San Antonio ouviu um pedido de socorro próximo a uma rodovia onde estava trabalhando e abriu a porta traseira do caminhão. Os socorristas foram chamados e retiraram 46 corpos, resgatando outras 16 pessoas “conscientes”, entre eles quatro menores de idade, que foram transferidos para hospitais próximos.

Durante o dia, as temperaturas na região chegaram perto de 40 graus, o que gerou hipertermia e desidratação aguda nas vítimas, que estavam na parte de trás do caminhão frigorífico sem acesso a água nem ar condicionado.

Suspeitos são detidos
Agentes federais detiveram, na terça-feira, 28, dois homens, em um endereço vinculado ao registro do caminhão, segundo documentos judiciais.

Juan Francisco D’Luna-Bilbao e Juan Claudio D’Luna-Méndez, dois cidadãos mexicanos com vistos de turista expirados, estão sendo processados por porte ilegal de arma enquanto permaneciam no país de forma ilegal. Uma terceira pessoa, identificada como Homero N. e suspeita de ter conduzido o caminhão, também foi detida perto de onde estava estacionado o veículo, enquanto tentava se passar por um dos sobreviventes, afirmou Francisco Garduño.

Por Amanda Almeida, da Equipe de Comunicação Virtual

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
novembro 2022
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados