Colômbia tem 70.000 deslocados internos no primeiro semestre, diz organização

Deslocamentos são resultado da violência e dos conflitos armados na Colômbia

De acordo com informações do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, no primeiro semestre de 2022 a violência e os conflitos armados já deslocaram pelo menos 70.000 pessoas em todo o país.

Segundo as informações oficiais compiladas pela organização, 29.729 pessoas se deslocaram em grandes grupos em 12 departamentos da Colômbia, dos quais o mais afetado foi o departamento de Nariño, que tem pelo menos 43% dos deslocados.

Outras 41.074 pessoas se deslocaram individualmente, segundo a organização, que afirma que, em muitos desses casos, as pessoas fugiram após sofrerem ameaças diretas dos agentes armados. Em relação aos deslocamentos individuais, o departamento de Arauca é o mais afetado, com 28% dos deslocados.

Além disso, a organização informa que pelo menos 19.210 pessoas estão confinadas devido ao ressurgimento de ações violentas, bem como à presença de artefatos explosivos em suas regiões. Cerca de 57% da população confinada está no departamento de Chocó.

O conflito armado na Colômbia foi iniciado nos anos 60 e é um dos mais antigos na América Latina e deriva de disputas por poder. Em 2016, após um acordo de paz, as FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) abandonaram a luta armada em caráter oficial, no entanto, outros grupos permanecem na luta armada até os dias atuais.

Por Amanda Almeida, da Equipe de Comunicação Virtual

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
novembro 2022
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados