Frontex encobriu expulsões de migrantes na Grécia, diz relatório

Há anos a Frontex é acusada de encobrir os reenvios forçados realizados pelas autoridades gregas

De acordo com um relatório do Organismo Europeu de Luta Antifraude (OLAF), divulgado na quinta-feira, 13, pelo portal alemão FragDenStaat, a agência europeia de controle de fronteiras, Frontex, encobriu a expulsão de migrantes da Grécia para a Turquia. De acordo com o ACNUR, a Agência da ONU para os Refugiados, mais de 11.900 migrantes já chegaram à Grécia pelo Mediterrâneo em 2022.

O documento afirma que vários funcionários da Frontex encobriram casos de reenvios forçados, os chamados pushbacks, violando “direitos humanos fundamentais” dos migrantes. A expulsão forçada de pessoas, através de uma fronteira internacional, sem avaliar os direitos de asilo ou outras formas de proteção, viola o direito internacional e comunitário.

Há anos várias ONGs acusam a Frontex de encobrir as expulsões de migrantes, principalmente durante a onda migratória provocada pela guerra na Síria.

Em agosto de 2020, um funcionário da agência manifestou-se preocupado em um e-mail, depois de um avião da Frontex testemunhar um episódio em que as autoridades gregas forçavam uma embarcação a voltar a águas turcas.

Ainda na quinta-feira, a Frontex anunciou que as entradas irregulares na União Europeia (UE) aumentaram 70% entre janeiro e setembro deste ano, em comparação com o mesmo período em 2021, atingindo o maior número desde 2016. De acordo com o órgão, foram registradas 228.240 entradas, sendo que 33.380 aconteceram apenas em setembro.

Recentemente, mais de 20 migrantes morreram após dois naufrágios na costa da Grécia, enquanto tentavam cruzar o Mar Mediterrâneo para chegar até a Europa. De acordo com o ACNUR, desde o início do ano, pelo menos 1.200 migrantes já morreram ou desapareceram enquanto atravessavam o Mediterrâneo.

Por Amanda Almeida, da Equipe de Comunicação Virtual

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
novembro 2022
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados