Igreja do Brasil celebra a abertura do Ano Vocacional

Dia 20 de novembro a Igreja do Brasil abrirá, oficialmente, seu terceiro ano Vocacional com o tema “Vocação, Graça e Missão” e o lema “Corações ardentes, pés a caminho” (cf. Lc 24, 32-33). O Ano Vocacional vai de 20 de novembro de 2022 até 26 de novembro de 2023.

O tema e o lema foram escolhidos durante a Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a iniciativa comemora os 40 anos do primeiro ano temático dedicado à reflexão, oração e promoção das vocações no país.

Durante a Assembleia, o bispo de Novo Hamburgo/RS e presidente da Comissão para os Ministérios Ordenados, Dom João Francisco Salm, disse que o Ano Vocacional de 2023 dará continuidade a um processo iniciado em 1983, quando foi celebrado o primeiro ano vocacional do Brasil. Naquela oportunidade, a iniciativa “favoreceu e ampliou o reconhecimento de que toda a comunidade cristã é responsável pela animação, cultivo e formações das vocações”.

Um dos principais objetivos do Ano Vocacional é promover a identidades das mais diversas vocações na Igreja e colaborar na superação de uma visão reducionista de vocação.

O tema “Vocação: Graça e Missão” é baseado na afirmação de que “a vocação aparece realmente como um dom de graça e de aliança, como o mais belo e precioso segredo de nossa liberdade”, conforme o Documento Final, nº 78.

O lema “Corações ardentes, pés a caminho” (cf. Lc 24, 32-33), recorda os discípulos de Emaús e toda a trajetória de cada um dos cristãos, rumo a uma relação concreta com Jesus, junto aos irmãos e irmãs de fé.

As Scalabrinianas dialogam com o Ano Vocacional

O Plano do SSJV – Serviço Scalabriniano Juventudes e Vocações (2020-2025), dialoga com o Ano Vocacional do Brasil e está organizado de forma a ajudar todos os animadores vocacionais, nas mais diferentes comunidades, a realizarem atividades junto às juventudes dos diferentes países da Província Maria, Mãe dos Migrantes.

Nele, é possível ter uma visão do contexto atual e a realidade das juventudes, uma compreensão sobre a construção de uma cultura vocacional na Igreja e Congregação, como trilhar caminhos a partir do itinerário vocacional das Scalabrinianas, bem como, a organização e estrutura do SSJV.

O Itinerário Vocacional das Scalabrinianas para o acompanhamento vocacional das juventudes, é a expressão viva da caminhada conjunta com a Igreja. Tendo o texto dos Discípulos e Emaús (Lc 24) como inspiração e as etapas do acompanhamento denominadas “Estação”, como expressa o hino do Ano Vocacional, ele retoma a importância de nos aproximar nas estações das juventudes, de forma organizada e respeitando a história de cada jovem.

O objetivo geral da animação vocacional é “Dinamizar junto às juventudes, espaços de encontro com a pessoa de Jesus Cristo Peregrino, a partir da cultura vocacional missionária, sensibilizando para a realidade migratória e a construção do projeto de vida”. Ele nos inspira e nos oferece condições para que, com as motivações do Ano Vocacional do Brasil, seja possível realizar um trabalho dinâmico e integrativo no caminho do discernimento vocacional dos jovens, com o desejo de construir seu próprio projeto de vida.

Além de caminhar com a Igreja, o SSJV busca construir um caminho orgânico e interativo com a Congregação, contribuindo na construção das Diretrizes Gerais da Animação Vocacional, na Congregação. Através das Irmãs que participam das Comissões, um longo caminho de reflexão e construção está sendo realizado, a fim de que, em 2025, a Congregação trabalhe com diretrizes comuns para a animação vocacional congregacional.

“Emaús é aqui, Emaús somos nós”! (hino vocacional 2023)

Por Nayá Fernandes e Ir. Luciana Pitol, da Equipe de Comunicação Virtual, com informações da CNBB e do Plano SSJV.

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
novembro 2022
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados