Live “As Instituições da Sociedade Civil e a Acolhida a Migrantes e Refugiados”

A Missionária Scalabriniana, Ir. Jakeline Danette, coordenadora do Serviço de Acolhida e Orientação ao Migrante na Rodoviária de Porto Alegre, participou da live “As Instituições da Sociedade Civil e a Acolhida a Migrantes e Refugiados”, alusiva à Semana do Migrante, que ocorreu na quinta-feira, 23, somando à Campanha “Nenhum Humano é Ilegal”, organizada pelo GTARI (Grupo de Apoio a Migrantes e Refugiados) dos Cursos de Direito e Relações Internacionais da UNISC – Universidade de Santa Cruz do Sul. A transmissão “As organizações da sociedade civil e a acolhida a Migrantes e Refugiados” aconteceu pelo canal do YouTube do GTARI_UNISC.

Junto a outras organizações da Sociedade Civil, a Missionária partilhou sobre a presença Scalabriniana e o elo condutor que quer ser, pela sua localização estratégica, para o apoio a migrantes e refugiados, na região metropolitana de Porto Alegre.

O debate teve como objetivo compreender os desafios vividos pelos migrantes e refugiados, bem como elucidar possíveis soluções para seus problemas, inserindo-os na rede sócio assistencial existente no município. A gravação da live está disponível no canal do YouTube do GTARI e também pode ser assistida abaixo.

Da Equipe de Comunicação Virtual com a colaboração da Irmã Jakeline Danette

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
novembro 2022
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados