Mais de 18 mil pessoas já atravessaram o Canal da Mancha em 2022

Recentemente, o país teve o maior número de chegadas diárias, quando quase 700 pessoas atravessaram o Canal da Mancha

O Governo Britânico anunciou no domingo, 7, que o número de migrantes que cruzaram o canal da Mancha para chegar ao Reino Unido em 2022, já ultrapassou as 18.000 pessoas, segundo informações da Lusa.

De acordo com o Ministério da Defesa do Reino Unido, até agora 18.108 migrantes já fizeram a viagem para o condado de Kent, no sudeste da Inglaterra, mas espera-se que mais pessoas tentem atravessar o Canal nos próximos dias devido ao bom tempo.

A marca das 18.000 chegadas foi ultrapassada no sábado, 6, depois que 337 pessoas chegaram à costa inglesa em pequenas embarcações. Segundo o Ministério, os migrantes que realizaram a travessia no sábado estavam em 10 barcos, embora o número de pessoas que entraram no país nesse dia seja inferior ao recorde diário registado este ano.

Na segunda-feira, 1, pelo menos 696 pessoas atravessaram o Canal da Mancha para chegar no Reino Unido em 14 embarcações; o grupo incluía crianças. Esse é o maior número de chegadas diárias registradas em 2022.

Para enfrentar a crise migratória, o governo britânico lançou um programa para levar requerentes de asilo para Ruanda, onde devem aguardar o processamento de seus pedidos, plano esse que tem sido duramente criticado por partidos da oposição e por organizações e entidades humanitárias. O acordo atualmente está suspenso devido a processos nos tribunais britânicos.

Em julho, o Reino Unido teve maior número mensal de chegadas pelo Canal da Mancha em 2022, quando 3.683 migrantes, que viajavam em 90 embarcações, desembarcaram no país.

Por Amanda Almeida, da Equipe de Comunicação Virtual

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
outubro 2022
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados