Mais de 7 milhões de ucranianos estão deslocados internamente, diz OIM

Após 100 dias de guerra, cerca de 14 milhões já foram obrigados a se deslocar no total

De acordo com um relatório divulgado pela OIM (Organização Internacional para as Migrações), na última semana de maio haviam, pelo menos, 7,1 milhões de pessoas internamente deslocadas na Ucrânia. De acordo com números divulgados por Amin Awad, coordenador da ONU para a crise na Ucrânia, nesta sexta-feira, 3, pelo menos 14 milhões de pessoas foram obrigadas a se deslocar por causa da guerra, internamente ou internacionalmente.

Após 100 dias do início da guerra entre Rússia e Ucrânia, a organização afirma que, do total de deslocados, pelo menos 64% perderam seus empregos por causa da guerra. A pesquisa, segundo a OIM, incluiu todo o território ucraniano, nas cinco macro regiões (Leste, Norte, Centro, Sul e a cidade de Kyiv) e foi realizada de 17 a 23 de maio.

De acordo com os dados do relatório, a macro região Leste tem experimentado um crescimento no número de deslocados internos, com uma estimativa de, aproximadamente 1,7 milhão de pessoas em movimento. A pesquisa demonstra um aumento de cerca de 322.000 pessoas no número total de deslocados na região, no período entre 3 e 23 de maio.

Ainda segundo a OIM, o número de retornos às regiões de origem aumentou entre o mesmo período. No entanto, pelo menos 9%, cerca de 400.000 pessoas, da população deslocada relata que podem ser obrigados a deixar suas casas novamente, devido à continuidade da guerra.

De acordo com estimativas recentes do ACNUR, a Agência da ONU para os Refugiados, cerca de 6,8 milhões de ucranianos já deixaram o país em busca de refúgio internacional. Segundo a agência, pelo menos 2,2 milhões de ucranianos retornaram ao país. O ACNUR esclarece que esse movimento não pode ser considerado como um fluxo estável de retorno ao país, uma vez que muitas das pessoas realizam viagens de ida e volta, para visitar familiares ou verificar a situação de suas propriedades.

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
dezembro 2022
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados