Maria é a “meta do caminho”, diz Francisco na Solenidade da Assunção

Francisco ressaltou, durante o Angelus, que Maria nos mostra que o Céu está ao alcance da mão

Na segunda-feira, 15, celebra-se a Solenidade da Assunção da Bem-Aventurada Virgem Maria, que no Brasil será celebrada no próximo domingo, 21. A Solenidade da Assunção da Bem-aventurada Virgem Maria é celebrada no dia 15 de agosto desde o século V, com o significado de “Nascimento para o Céu”, mas foi apenas em 1º de novembro de 1950 que Pio XII proclamou o Dogma da Assunção de Maria.

Durante o Angelus de segunda-feira, o Papa Francisco falou sobre o Evangelho da data, que traz o diálogo entre Maria e sua prima Isabel. “Quando Maria entra em casa e saúda Isabel, diz-lhe: ‘Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre’”, disse. As palavras de Isabel fazem parte da “Ave Maria” e, para o pontífice “cada vez que recitamos esta oração tão bonita e familiar, fazemos como Isabel: saudamos Maria e a bendizemos, porque ela nos traz Jesus.”

Francisco ainda recordou, ainda, que Maria acolhe a bênção de Isabel e a responde com o cântico, “um presente para nós, para toda a história, o Magnificat é um canto de louvor, que poderíamos definir como o cântico da esperança”, disse, ressaltando que este é um hino de louvor e exaltação pelas grandes coisas que o Senhor realizou nela. Nele, Maria “contempla a obra de Deus em toda a história do seu povo. Diz, por exemplo, que o Senhor “derrubou do trono os poderosos, exaltou os humildes, saciou de bens os indigentes e despediu de mãos vazias os ricos”, disse o pontífice.

O Papa Francisco ainda destaca que Maria, “pequena e humilde”, foi levada à glória do Céu, “enquanto os poderosos do mundo estão destinados a permanecer de mãos vazias. Nossa Senhora, em outras palavras, anuncia uma mudança radical, uma inversão de valores”. Ele ressalta que Maria, em sua conversa com Isabel, antecipa as palavras que seu Filho dirá, “quando proclamará bem-aventurados os pobres e humildes e advertirá os ricos e os que confiam na sua própria autossuficiência”, afirmou.

Francisco enfatiza, ainda, que a inversão anunciada por Maria toca a vida de cada um de nós se acreditamos “que amar é reinar e servir é poder”.

O Papa ainda ressaltou que Maria reacende em cada um de nós a esperança e, nela, “vemos a meta do caminho: ela é a primeira criatura que com tudo de si, de corpo e alma, chega vitoriosa à meta do Céu”. Ela nos mostra, continuou Francisco, “que o Céu está ao alcance da mão, se também nós não cedermos ao pecado, louvarmos a Deus com humildade e servirmos aos outros com generosidade.”

Francisco concluiu afirmando que Maria “toma-nos pela mão, acompanha-nos à glória, convida-nos a regozijar-nos pensando no paraíso. Bendigamos Maria com a nossa oração e peçamos-lhe um olhar profético, capaz de vislumbrar o Céu na terra”.

Por Amanda Almeida, da Equipe de Comunicação Virtual

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
outubro 2022
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados