Naufrágio no mar egeu deixa dezenas de migrantes desaparecidos

Embarcação levava pelo menos 50 migrantes, dos quais 29 já foram resgatados

De acordo com a Guarda Costeira grega, foi iniciada nesta quarta-feira, 10, uma operação de busca de dezenas de migrantes que estavam em uma embarcação que naufragou na costa da ilha de Cárpatos, no sudeste do Mar Egeu. Pelo menos 50 pessoas estavam no barco quando o acidente aconteceu.

Segundo o órgão, 29 pessoas já foram resgatadas, entre eles estão afegãos, iraquianos e iranianos. “A busca continua, porque, de acordo com as suas declarações, de 20 a 50 pessoas estavam no barco”, disse um funcionário do gabinete de imprensa da guarda costeira à AFP.

O naufrágio ocorreu durante a noite, segundo as autoridades. O barco saiu da cidade turca de Antalya e tinha como destino a Itália.

Quatro barcos que navegavam na área do naufrágio, dois barcos de patrulha da guarda costeira e um helicóptero da força aérea grega foram mobilizados para tentar encontrar os migrantes desaparecidos.

Centenas de pessoas morrem todos os anos no Mar Egeu, que fica no sudeste do Mediterrâneo, ao tentar atravessar da Turquia para a Grécia, de onde pretendem seguir para o Norte da Europa, de acordo com a ONU e organizações não governamentais que atuam em favor dos migrantes.

Desde janeiro de 2022, pelo menos 64 pessoas morreram na região do Mar Egeu, de acordo com dados da Organização Internacional para as Migrações (OIM). O último naufrágio na região foi registrado em 19 de junho, quando oito pessoas morreram na ilha grega de Mykonos e outros 108 foram resgatadas com vida pela guarda costeira grega, segundo a organização.

Por Amanda Almeida, da Equipe de Comunicação Virtual

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
outubro 2022
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados