Operação da PF para regularizar documentos de imigrantes inicia nova fase

Atualmente, mais de 65 mil pessoas são reconhecidas como refugiadas no Brasil

Na sexta-feira, 27, a Polícia Federal em São Paulo inicia a quinta fase da Operação Horizonte, destinada a facilitar o atendimento e regularizar documentos de imigrantes em situação de vulnerabilidade. Essa fase da operação irá durar até o dia 14 de abril.

A quinta fase da Operação Horizonte, uma parceria entre a Polícia Federal, o Centro de Integração e Cidadania do Imigrante (CIC do Imigrante), a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e a Agência da ONU para as Migrações (OIM), prevê atendimentos para os imigrantes que estejam solicitando refúgio, registro de refugiado reconhecido pelo Comitê Nacional para os Refugiados (Conare), acolhida humanitária, autorização de residência, entre outros.

A ação visa prestar atendimento gratuito, orientação e encaminhamento para regularização migratória com data marcada na PF. Durante a operação, serão atendidas pessoas que já tenham passado por uma triagem inicial pelas instituições parceiras e que sejam encaminhadas em datas preestabelecidas pelo CIC do Imigrante.

De acordo com dados do painel interativo sobre refúgio no Brasil elaborado pelo Comitê Nacional para os Refugiados (Conare) e pelo ACNUR, a Agência da ONU para os Refugiados, pelo menos 65,800 pessoas já foram reconhecidas como refugiadas no Brasil até o início de 2023.

Mais informações sobre essa fase da operação e a lista de serviços e de documentos necessários podem ser encontradas no link: gov.br/pf/pt-br/assuntos/noticias/2023/01/operacao-horizonte-iniciara-atendimentos-na-pf-em-27-1

Por Amanda Almeida, da Equipe de Comunicação Virtual com informações da Agência Brasil

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
fevereiro 2023
S T Q Q S S D
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728  

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados