Rede de entidades promove acolhimento de venezuelanos

Mesmo no contexto da pandemia, o Rio Grande do Sul continua sendo o destino de um número expressivo de migrantes. Conforme os últimos dados oficiais, a Polícia Federal registra a existência de 90 mil imigrantes no Estado. Os grandes desafios para as entidades que atuam na área migratória são: a acolhida e a integração no mercado de trabalho e nas comunidades locais. A maior parte das ações estão sendo realizadas pelas entidades da sociedade civil, que com a 37ª Semana do Migrante busca “Escutar com Sabedoria e Ensinar com a Prática”.

Um dos exemplos é o que aconteceu no último final de semana. Um grupo de oito venezuelanos chegou à Estação Rodoviária vindo de Cuiabá, sem ter qualquer referência em Porto Alegre e sem um destino previsto. O escritório de Acolhida e Orientação do Migrante das Irmãs Scalabrinianas situado na Rodoviária fez o primeiro acolhimento. Para efetivar a acolhida, a proteção, a promoção e a integração dos migrantes, ativou a rede de entidades e organizações como o Mensageiro da Caridade, a Cruz Vermelha, a Associação dos Migrantes Angolanos entre outros, que graças à dedicação e solidariedade, promoveram uma ação emergencial de acolhida.

Com o reduzido recurso que possui, o grupo conseguiu locar um imóvel no bairro Bom Jesus/POA. O Mensageiro da Caridade repassou utensílios domésticos, roupas de cama, colchões, fogão, guarda-roupas, camas, armários e sofá, com a Paróquia Nossa Senhora da Piedade juntou-se uma cesta básica para garantir a alimentação nos primeiros dias. Acreditamos que essa ação em rede é a expressão da integração das organizações que se dedicam a desenvolver uma relação de cuidado dos migrantes. Infelizmente, as pessoas são encaminhadas de um lugar para outro, sem qualquer organização e atenção dos gestores públicos para garantir os direitos dos migrantes. Nossa articulação está fazendo a verdadeira política pública para assegurar acolhimento e integração.

Da Equipe de Comunicação Virtual com a colaboração da Irmã Jakeline Danette

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

AGENDA DE PUBLICAÇÕES
dezembro 2022
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados