Scalabrini será proclamado santo

A canonização será realizada com a dispensa do segundo milagre

O Vaticano anunciou neste sábado, 21, que o Bem-aventurado João Batista Scalabrini, fundador da Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeo, será venerado como santo pela Igreja. A data da cerimônia de canonização deve ser definida em breve e ocorrerá com a dispensa da prática do reconhecimento do segundo milagre.

O decreto foi realizado pelo Papa na terça-feira, 17, após acolher a opinião dos cardeais e bispos, membros do Dicastério, que estavam reunidos em assembleia na última terça. Após a decisão, o Santo Padre deve convocar o Consistório, para definir a data de canonização de Scalabrini.

Em mensagem dirigida aos Missionários de São Carlos, Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeo e Missionárias Seculares Scalabrinianas, os superiores gerais, Padre Leonir Chiarello,cs, e Irmã Neusa de Fátima Mariano, mscs, e a Responsável Geral, Regina Widmann, mss, agradeceram ao Papa “por nosso fundador ser reconhecido como um modelo a ser seguido.”

No texto, os superiores exaltam a necessidade de manter ainda mais vivo o carisma transmitido por Scalabrini e a se dedicar ao “serviço da fraternidade, onde as pessoas não são expulsas pela violência e pela guerra”, mas apreciadas e valorizadas em sua diversidade.

Leia a mensagem abaixo.

Padroeiro dos migrantes

Mesmo antes de sua canonização, o Bem-aventurado Scalabrini já é conhecido como o padroeiro dos migrantes. Ao ver a situação de centenas de conterrâneos italianos emigrando para as Américas, Scalabrini funda, inicialmente, os Missionários de São Carlos (1887), para dar assistência e servir aos migrantes. Em 1895, nascem as Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeo, para complementar a missão junto aos padres scalabrinianos. Dessa missão, surgem diversos frutos, que são colhidos hoje nas obras Scalabrinianas pelo mundo.

Por Amanda Almeida, da Equipe de Comunicação Virtual

Compartilhe esta informação. É muito importante.

As pessoas também estão lendo:

Irmãs Scalabrinianas

Estão presentes em muitos países do mundo.
Para melhor exercer sua missão, a Congregação divide-se em províncias/regiões de missão.
 
Nestes espaços, as irmãs se dedicam à missão que aceitaram realizar, comprometendo-se com a vida, especialmente dos que mais sofrem, dos migrantes, dos refugiados.
 
São mulheres que escolheram seguir o chamado de Deus, confiando-lhes uma linda e importante missão na igreja.

Siga-nos

Mais recentes no site

Conheça o trabalho das Irmãs Scalabrinianas com migrantes e refugiados